ico-home HOME    ico-agenda AGENDA    ico-noticias NOTÍCIAS

logo

ALIF promove Portugal na 19ª edição da Conxemar

Durante os dias 3, 4 e 5 de outubro a cidade de Vigo foi palco de uma das feiras de referência na Europa, a Conxemar, quer  pelo elevado número de visitantes como pelo volume de negócios gerado pela Feira Internacional de Produtos do Mar Congelados.
Na sua 19ª edição, a Conxemar contou com uma forte representação do circuito do pescado em Portugal, com a participação da ALIF enquanto promotora de um stand conjunto que reuniu empresas, associações e organizações de produtores nacionais em 154m2 de área de exposição. O pescado congelado e fresco, o bacalhau e as conservas foram algumas das categorias que os visitantes puderam encontrar no stand, que contou ainda com um showcooking com produtos das empresas portuguesas e dirigido pela Chef Patrícia Borges.
O Pavilhão de Portugal contou com a participação das empresas Lotaçor, Nigel, Rui Costa e Sousa & Irmão, Luis Silvério & Filhos, Ilhapeixe, Gelpeixe e Docapesca, bem como as OP´s e Associações, tais como, Vianapesca, Propeixe, Artesanalpesca, Armalgarve,  ANICP e ACOPE.
 
Associações do Sul da Europa assinam acordo de cooperação
Portugal, Espanha e Itália fazem parte dos países da Europa com maior consumo per capita de pescado, enfrentando também problemas comuns face às normativas impostas por Bruxelas. A assinatura do acordo para a criação de uma associação interprofissional entre estes a ALIF (Portugal), a Conxemar (Espanha) e a Assoittica (Itália) decorreu no dia 4 de outubro, durante a Conxemar, e foi o início de um trabalho comum pela resolução de problemas recentes, tais como o Imposto de Inspecção Fronteiriço.
O documento foi assinado por Manuel Tarré, Presidente da ALIF, Maria Luisa Cortesi, presidente de Assoittica e José Luis Freire, presidente da Conxemar. Para este último “o acordo é uma oportunidade para que os países do sul da Europa sejam ouvidos em Bruxelas”. Manuel Tarré explicou que “Portugal, Espanha e Itália construíram sinergias com o objetivo de fortalecer a produção e a exploração eficiente do valor acrescentado dos produtos da pesca”, destacando ainda a possibilidade de uma reunião anual em “Roma, Lisboa ou Vigo”. 
 
Apoio dos Governos
A nova interprofissional tem o apoio dos governos dos respectivos países.
Para Itália, “o acordo é uma partilha de oportunidades”, disse Marcella Bucca, do Ministério de Política Agrícola e Alimentação, enquanto para Teresa Coelho, presidente da Docapesca, “o acordo vai além do âmbito geográfico ao introduzir o princípio do europeísmo”.  “Estamos a dar o passo que a própria UE nos exige”, afirma Alberto López-Asenjo, Secretário da Pesca de Espanha.
 
 
IMG 20171004 103945
22195374 1470613559687121 2584435423784765977 n