ico-home HOME    ico-agenda AGENDA    ico-noticias NOTÍCIAS

logo

Congelados: Mantém-se o crescimento apesar da queda das exportações

O valor global da faturação no setor de alimentos congelados tem mantido nos últimos anos uma tendência de crescimento, associada ao dinamismo das vendas para o exterior. Em 2017 manteve-se a tendência embora o ritmo se tenha atenuado com a queda das exportações, de acordo com um estudo da Informa D&B.
 
Neste sentido, no ano 2017 as exportações atingiram 455 milhões de euros, o que supôs menos 7,7% do que em 2016 e alterando a tendência crescente iniciada em 2010. As importações, pela sua parte, registaram uma taxa de crescimento de 2,5%, até se situarem em 974 milhões de euros. O Brasil foi o país que mais compensou a diminuição das exportações, tendo tido um crescimento de 31,1% e tornando-se o principal mercado que absorve as exportações portuguesas fora da União Europeia.
 
Espanha mantém-se como o cliente mais importante para as empresas do setor, assumindo uma quota sobre as exportações totais de 41%. 
shutterstock 70759102